Uma análise feita “de orelhada”, apenas interpretando os sinais exteriorizados pelo Presidente da República

Assisti ao pronunciamento do Presidente neste domingo (21) na comemoração do seu aniversário com muita atenção (imagem que ilustra o presente texto).

Eu sempre observo muito os sinais, os detalhes. É lá que percebemos o “clima” da situação.

1. Bolsonaro estava de colete;

2. Bolsonaro falou que estão esticando a corda e tolhendo a liberdade do povo;

3. Bolsonaro repetiu o discurso que, para restituir a liberdade ao povo ele faz o que tiver que ser feito, adota a medida que tiver que ser adotada, dentro da democracia e do panorama constitucional.

O que ocorre no Brasil atualmente é uma rebelião federativa, onde Estados se voltam contra a União, provocando o caos social com esses ‘lockdowns’ perversos cuja única intenção é levar as pessoas ao desespero mesmo, esticando os efeitos maléficos de uma pandemia que leva a União a injetar cada vez mais dinheiro no sistema de saúde local (Estados e Municípios).

Esses ‘lockdowns’ conduzirão as pessoas à fome, instaurando um clima de descontrole que jamais aconteceu no país.

Quando a desordem estiver implementada, e o desespero famélico do povo bater às portas de todos os Governos (Municipais, Estaduais e Federais), estará criado o clima propício para acender o barril de pólvora que explodirá no colo do Presidente da República.

Se nada for feito, não duvido que começarão até mesmo movimentos separatistas, em um exagero retórico de minha parte. Já está assim, na prática: quem não vê hoje que Doria acha que São Paulo é um local separado do Brasil, agindo como se a figura do Presidente da República não fosse Presidente no Estado de São Paulo?

https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/28028/uma-analise-feita-de-orelhada-apenas-interpretando-os-sinais-exteriorizados-pelo-presidente-da-republica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *